Depois de uma loooonga espera, “Procurando Dory” é provavelmente um dos filmes mais esperados de 2016 e o Teoremas de Bar foi conferir em primeira mão essa animação super aguardada! Nessa aventura, Dory finalmente se lembra de sua origem, mas antes, vamos recapitular… Para quem não lembra – e pra quem ainda não viu, melhor assistir! , no filme “Procurando Nemo” ela sofria de perda de memória recente, uma doença que faz a pessoa perder a memória a curto prazo e apesar de ser um assunto sério, na personagem dela era o ponto cômico da história. Dory, então decide reencontrar a sua família, que há muito estava perdida. Com isso, já dá pra imaginar que não será uma tarefa fácil para esse guerreira, porque a peixinha  não consegue lembrar muito bem de tudo o que acontece a cada dez segundos que passa! Consegue imaginar as possíveis confusões em que ela se meteu?

Imagem 1 (1)

No longa, reencontramos nossos velhos conhecidos do filme “Procurando Nemo”, como os peixinhos palhaços Marlin, que mesmo depois de atravessar meio oceano ainda é averso a novas aventuras; Nemo com sua curiosidade e coragem e Cruh nossa tartaruga hiponga e cheia de estilo. Além desse núcleo de personagens conhecidos, somos apresentados a novos e cativantes personagens que são tão importantes quanto os principais para a narrativa para“Procurando Dory”, entre eles, está um polvo com medo do mar chamado Hank; uma tubarão baleia míope, chamada Destiny, e Bailey, uma beluga com deficiência em seu sonar biológico. Porque estamos citando essas características? Pois elas são importantes para uma das mensagens principais do filme: todos nós possuímos obstáculos a serem vencidos, e nem sempre escolhemos tê-los. Esse contexto é plenamente compreendido ao longo do filme! 

Uma outra mensagem muito importante passada com a história é sobre a paciência e gentileza. A personagem mantém sua gentileza mesmo passando por tantas adversidades, porém nem todos tem a mesma por ela de início. Alguns se mostram impacientes com sua condição e duvidam de sua capacidade. Dory prova que, mesmo que você tenha problemas bem difíceis e que parecem impossíveis de serem solucionados, a gentileza e a paciência podem te ajudar a chegar a uma solução, afinal, “continue a nadar, a nadar, a nadar, para achar a solução!”.

Imagem 2 (2)

Os efeitos visuais e o aprimoramento digital são pontos a serem elogiados, eles estão incríveis nesse filme. A representação dos movimentos de alguns animais está absolutamente perfeita. Destaque para a sequência da fuga do instituto. Além disso, vale a pena ver o filme dublado e prestigiar nossas vozes brasileiras! A dublagem, tanto do primeiro filme como deste, está muito boa, porém houve um sutil deslize ao longo do filme com a dublagem do personagem Nemo, o que pode deixar o espectador confuso. As adaptações de certas falas e diálogos para nossa cultura renderam momentos impagáveis no cinema, mais um ponto positivo para te convencer a assistir o filme dublado!

baby-dory

Apesar de usar quase a mesma fórmula de “Procurando Nemo”, o filme atrai a atenção não só dos pequenos, mas da família toda, brilhando com seus novos personagens e reforçando a mensagem de que os animais são felizes em seu habitat natural e de que não importa se você é diferente, você pode sim fazer a diferença! E se serve como um bônus para te convencer a assistir, o filme rendeu lágrimas em algumas pessoas do blog! 😉

O filme estreia amanhã, dia 30/06 nos principais cinemas do Brasil. Se você ainda tem dúvidas em ver o filme ou não, veja o trailer aqui embaixo,temos a certeza que vai derreter seu coração de vez!