Meus teoremistas leitores, somos apresentados na infância a clássicos da literatura brasileira como Machado de Assis, Clarisse Lispector entre outros grandes nomes, mas por vezes acabamos deixando de ler autores nacionais e nos aventurando pela estrangeira e eu estou nessa parcela, mas esse próximo livro foi um achado precioso de uma autora nacional e posso afirmar: Devemos dar valor aos nossos autores nacionais porque tem muita coisa boa para descobrirmos. Sem mais delongas vamos à resenha  😉

“Sempre fora assim. Eu sentia. Sem explicações plausíveis, captava ondas de informações, mensagens sussurradas. Um tormento, sem dúvida. Um daqueles que me levaria ao manicômio mais próximo onde me dopariam com antipsicóticos até que eu acreditasse ser um maldito pônei feliz”

Do Éden à Luxuria começa com um prólogo envolvente nos levando diretamente à 1898 com uma jovem a espera de seu misterioso amante que vem nessa noite em particular para tomar mais que seu corpo…

Depois desse ótimo inicio somos apresentados a Melissa, uma jovem de 17 anos bastante voluntariosa e que não leva desaforos para casa tentando conseguir sobreviver ao ensino médio e aos acasos cada vez mais assustadores que a rodeiam. Depois de mais uma manhã em que acorda de um pesadelo muito real e inquietante, Melissa é chamada para ir ao Devil ‘s Throat, o bar da cidade que emana decadência e perigo. Apesar da aparência do lugar, Melissa e Megan (sua melhor amiga) resolvem se divertir, mas a noite parece acabar no momento em que é descoberto o real motivo de Megan ter arrastado sua amiga para aquele bar em especifico, depois de uma bela discussão, melissa começa a sentir que o perigo está mais perto do que nunca e fraca pela sensação que a toma acaba desmaiando e é exatamente nesse ponto que ela cruza a fronteira entre o normal e o sobrenatural e ela sabe que é um ponto sem volta.

“Em uma analogia profana, ele era o único fruto de que eu não poderia provar. Mas o único que desejava. A cada instante em sua companhia, tinha certeza disso. E aquele desejo seria minha perdição”

Uma história simplesmente cativante e envolvente que te prende desde as primeiras linhas com suspense e mistério sendo dosados perfeitamente. Escolhendo as criaturas sobrenaturais que mais amo, trouxe todo o tom sexy, sombrio e sádico que as criaturas vampirescas têm. O desenvolvimento da trama apesar de lento é degustado com prazer a cada nova peça que surge do quebra-cabeça que se tornou a vida da protagonista. Como o livro é narrado em primeira pessoa, temos uma visão bem detalhada dos pensamentos e impressões que Melissa tem e sério houve momentos em que quis entrar na historia e mandar ela parar de ser tão burra haha. Todos os personagens que foram apresentados têm o seu porque, não estão ali somente de figuração e são bastante trabalhados em seus sentimentos e ações. A forma que a autora resolveu desenvolver toda a trama é muito, mas muito boa toda a escrita, o cuidado com os personagens e a trama espetacular que foi criada é digna de palmas e que final foi aquele? Trazendo uma nova perspectiva ao final do livro nos brindou com aquilo que faltava. Uma coisa que precisa ser falada é a trilha sonora que acompanha a história, o Rock N’ Roll traz toda sensação de um mundo sombrio, estimulante e provocativo que a trama pede.

Acredito que todo fã de vampiros, rock e uma historia realmente boa, DEVE ler esse livro.

A continuação da trilogia estará disponível a partir de 18 de Agosto.