logotipo-itinerario-de-barTeoremas de Bar sem bar não é Teoremas, por isso a série “Itinerário de Bar” chega para visitar e conhecer os locais que estão, ou sempre estiveram, em alta! Se você é carioca ou turista, acompanha com a gente essa rota incrível que o blog preparou para vocês. #PelaRua

A Pop Art sai do museu e entra no Bar

Na região portuária do Rio, bem pertinho dos museus cariocas, existe uma entrada estreita bem convidativa que abre de noite exclusivamente para os maiores de idade. Mesmo para os olhares mais aguçados, sem entrar só se pode ver um balcão e uma escadaria, nada de pistas do destino final. A Jazz’in Lounge pode parecer pequena por fora, mas depois de subir os degraus, encontramos um espaço grande, confortável e – por que não? – carismático. Um outro mundo.

foto-1-4

Lá dentro, o local é ideal para se esquecer o dia estressante, as brigas e os problemas, já que a decoração é divertida e ao mesmo tempo sofisticada. Com inspirações da Pop Art, movimento artístico que ganhou destaque nos anos 60, é comum encontrar obras com influências da cultura popular da época. As referências ao estilo são claras: quadros com temática urbana e cotidiana, desenhos que parecem ter saído de alguma história em quadrinho e fotos representando a década de 60. As janelas chamam atenção, inclusive podem confundir a primeira vista, já que ao invés de serem abertas, são uma tela com projeções de imagens do mundo todo que, aliadas com a decoração, é uma forma de viajar no espaço e no tempo.

Para garantir o conforto durante a noite, há sofás, pufes, meia luz e mesas, preparados para te acompanhar na bebedeira ou, se preferir, durante uma refeição. “Nosso diferencial é a comida Japonesa, temos bastante pedidos. Mas também disponibilizamos sanduíches, Bruschettas… As pessoas costumam comer logo que chegam e depois passam o restante da noite bebendo”, explica o gerente Rogério Teixeira.

foto-2-5

A música ajuda compor o clima na Jazz’in, pois passeando por sucessos de Pop, Rock e eletrônica, ela se mantém entre o volume da conversa e o da boate. Quando as luzes ficam mais escuras, algumas pessoas arriscam passos de dança, podendo render a noite toda caso seja um sábado, dia em que a casa fecha apenas 5h da manhã. Quinta e sexta o Happy Hour é o foco, com o estabelecimento terminando o expediente um pouco mais cedo, mas sem perder essa mistura de bar com balada. Quarta você pode se tornar o centro das atenções no Karaokê com banda, tendo disponibilidade total de estilo musical. Há também a possibilidade de tocar algum instrumento, como o violão, para incrementar a apresentação enquanto solta a voz.

foto-3-4

A terça-feira vai agradar aqueles que gostam de beber, pois é dia de Degusta Champa, momento em que clientes podem pagar um valor para se deliciar com diversos tipos de Champanhes e Espumantes. “Na terça nós temos dois preços, um para quem quer curtir a casa e outro para a degustação de espumantes. Quem não quiser participar paga o valor somente da entrada e pode comer ou aproveitar outras bebidas como cervejas e drinks” , conta o gerente Rogério.

Assim como a Pop Art, a Jazz’in misturou figuras populares com uma cultura mais sofisticada. É possível encontrar o par acessível de sanduíche e cerveja, mas também culinária japonesa e champanhe. Músicas internacionais consagradas, ou aquele sucesso nacional moderno no Karaokê. O bate papo acirrado nas mesas, ou a ousadia na dança. Um espaço que pode agradar todo tipo de gente, um outro mundo através de uma porta estreita.

Conheça!

  • Funcionamento: Terça, quarta, quinta e sexta (18h à 01h); sábado (18h às 5h).
  • Entrada: Terça ( R$ 30 sem a degustação de Champanhe); quarta (R$ 25); quinta (R$30); sexta (R$35) e sábado (R$30).
  • Endereço: Rua Sacadura Cabral, 63, sobrado. Gamboa – RJ.

Acesse aqui o Facebook e o site.

Fotografia: Arthur Germano