logotipo-itinerario-de-barTeoremas de Bar sem bar não é Teoremas, por isso a série “Itinerário de Bar” chega para visitar e conhecer os locais que estão, ou sempre estiveram, em alta! Se você é carioca ou turista, acompanha com a gente essa rota incrível que o blog preparou para vocês. #PelaRua

Noite entre discos de vinil

A música já está rolando desde às 18h e agora, às 19h30, é possível ouvir Seven Nation Army tocando nas caixas de som e preenchendo o ambiente. Nas mesas, alguns grupos conversam, bebericam chopes e beliscam petiscos. O primeiro andar ainda tem bastante espaço para ser completado, mas a noite só está começando, vai lotar.

Ao entrar no Teto Solar, a primeira coisa que vemos é a frente de um fusca no alto da parede e é impossível não pensar em como ele foi parar lá. “Eles [os sócios] acharam esse fusca no ferro-velho, resolveram colocar lá em cima e o restante da decoração veio depois” explica o gerente Camilo Cuquejo. “então foram seguindo essa linha mais vintage, de rock clássico, MPB e Jazz, até o bar virar o que é hoje”.

foto-1-6

O fusca é aquele carro que, mesmo com o passar dos anos, permanece com carinho na mente de todos. Assim também são os sucessos musicais que fazem parte do repertório, contemplando dos anos 80 à 2000, e deixando o público do estabelecimento (a partir dos 25 anos) nostálgico. Os cardápios feitos com capas de discos de vinil, os tijolos antigos, os quadros de giz e os posters de bandas nas paredes contribuem para firmar o clima do local. Ainda que o foco do primeiro andar não sejam as músicas, que permanecem em volume ambiente a noite toda, vemos um pezinho ou outro batendo no chão embaixo das mesas, no ritmo da melodia que toca no momento, mas nem por isso interrompendo a conversa.

foto-2-7

O segundo andar, mais escuro e intimista, é onde acontecem os shows semanais de Jazz com uma banda fixa. Anos atrás aquele local era aberto para fumantes, agora é mais uma opção para os clientes. No bar, discos de vinil decoram, e do outro lado vemos um espelho e sofás, não tem como se sentir mais confortável. O mesmo andar ganha uma Jukebox às quintas, permitindo qualquer um escolher o que quer ouvir. E aos sábados, mesas, cadeiras e sofás saem de cena, transformando o espaço em uma boate, convidando para algo além de bater o pezinho: dançar.

Mas para aqueles que gostam mesmo é de ficar sentados, comendo e bebendo, o primeiro andar continua sendo o ideal. O diferencial são as 12 torneiras de chope artesanal, sendo um deles (O Solar Weiss) exclusividade do Teto Solar, feito em parceria com a cervejaria Antuérpia, que inclusive têm escolhas que encabeçam a lista fixa de chopes. Se embebedar com drinks também é mais que possível, tendo sabores variados no cardápio. Porém, para o motorista da noite beber sem problemas, os drinks sem álcool são gostosos e continuam com a magia do bar. Na hora da fome, o pedido mais famoso é a coxinha de frango com Brie acompanhada de geléia de damasco com pimenta. Os hambúrgueres, sanduíches e outros petiscos juntos acumulam mais de 25 opções para agradar até o paladar mais exigente. Para fechar a noite, ainda existem as sobremesas, tendo até brigadeiro de colher com Jack Daniel’s para experimentar.

foto-3-6

Da cozinha que prepara essas delícias ouvimos algumas risadas dos funcionários “Eu gosto de trabalhar aqui porque os sócios tratam a gente bem, eles são honestos. Aqui a gente se importa com o bem estar de todo mundo”, conta Rafael Santos, o funcionário mais antigo do estabelecimento. Esse bem estar se confirma desde a recepção na porta de entrada até a cozinha, os sorrisos de quem trabalha se espelham nos clientes que seguem satisfeitos. Assim como o fusca e os sucessos musicais, depois de sair do bar, o próprio Teto Solar permanece em nossa mente, com carinho.

Conheça!

  • Funcionamento: De terça à quinta (de 18h à 01h); sexta (de 18h às 03h) e sábado (de 20h às 03h).
  • Entrada: De terça à sexta gratuita; sábado R$25.
  • Endereço: Rua Paulo Barreto, 110 A. Botafogo – RJ.

Acesse aqui o Facebook e o site.

Fotografia: Arthur Germano